Juiz ministra palestra para mulheres e exalta parceria com o Município

43

O juiz titular da 3ª Vara Criminal de Marabá e da Vara Criminal de Violência Doméstica contra a Mulher, Alexandre Hiroshi Arakaki, foi um dos convidados para falar às servidoras da SEMED (Secretaria Municipal de Educação), na manhã desta sexta-feira (09), em uma cerimônia em alusão ao Dia Internacional da Mulher, transcorrido no dia 8.

Além dele, também proferiram palestra a Presidente do Conselho da Mulher de Marabá, Júlia Rosa, e a Psicóloga Josilene Santana.

Desde às 8 horas, as servidoras da SEMED foram recebidas em um corredor formado somente por homens que trabalham naquela Secretaria, com direito a aplausos, tapete vermelho e papel picado no chão.

Em sua fala, o magistrado enalteceu o trabalho da mulher, mas salientou que, lamentavelmente, todos os dias milhares ainda são vítimas de algum tipo de violência, seja física ou verbal. “Sonho com o tempo em que não teremos nenhuma violência doméstica, nenhuma mulher constrangida por semana em Marabá”, disse.

Ele revelou que sua Vara recebe, por semana, entre cinco a seis pedidos por medidas protetivas de urgência, porque uma mulher está sendo ameaçada de alguma forma no âmbito doméstico-familiar. “Esse número representa apenas aquelas que chegam ao nosso conhecimento”, lamenta.

O juiz também lembrou os presentes, do recente convênio assinado pelo Tribunal de Justiça do Estado com a Prefeitura de Marabá, para levar a discussão sobre violência doméstica para a sala de aula. “A busca por uma cultura de paz não pode ser apenas no dia 8 de março, mas todos os dias”.

O Secretário Adjunto de Educação, Orlando Morais, destacou o papel essencial das mulheres na Educação do Município, representando 70% do total de profissionais que atuam na Rede Municipal. “Vocês, colegas mulheres, são essenciais na sala de aula, na direção de escolas, coordenação, orientação, enfim, em todos os ambientes de ensino deste Município”, disse ele, que representou o Secretário Luciano Dias, que está em viagem para captar parceria de formação de educadores para Marabá.

Orlando também destacou o empoderamento das mulheres na atualidade e ponderou que essa conquista é extremamente irreversível e necessária.

A programação também ofereceu música ao vivo para as mulheres com o cantor Kauan Borges. Os homens que trabalham na SEMED ofereceram um café da manhã para todas as presentes.

Júlia Rosa disse que todas as entidades, não apenas as ligadas à mulher, têm o dever de combater a violência. No caso das Professoras, podem usar uma poderosa arma que é a Educação, formando uma nova geração de pessoas mais conscientes de seu papel na sociedade.

Quer deixar um comentário, preencha o formulário abaixo!

Please enter your comment!
Digite seu nome aqui