SEMED recicla gestores da educação no campo

58

Hoje e amanhã (09 e 10), no auditório da Escola Anísio Teixeira, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por intermédio da Diretoria de Ensino Urbano e do Campo, reúne de 70 gestores de Educação do Campo (zona rural) para oferecer-lhes direcionamento à organização de planejamento escolar, visando a organização de trabalho pedagógico para início do ano letivo.

De acordo com Lorena Bogéa, Diretora do Ensino do Campo, o encontro visa também possibilitar a discussão dos avanços do Ensino do Campo a partir dos movimentos sociais, que clamam pela melhoria do atendimento às comunidades fora do perímetro urbano.

A pretensão é que no fim do evento, os participantes sejam capazes de apropriar-se dos conceitos e dos diversos instrumentos metodológicos que os possibilitem trabalhar os conteúdos, alinhando-os à realidade do campo. E ainda promover uma análise dos resultados do ano letivo/2016 para elencar e definir metas norteadores para o ano letivo de 2017; promover um amplo debate no interior da escola sobre a educação do campo como direito, com ênfase na construção e execução das diretrizes municipais para as escolas.

A diretora disse que há algum tempo a maioria das crianças eram obrigadas a estudar na cidade. Hoje são cerca de 110 escolas no campo, praticamente extinguindo aquela situação de quase inviabilização do estudo a quem morava na zona rural. As aulas no Campo tem início na primeira semana de março. Enquanto na cidade começam na próxima segunda-feira, 13 de fevereiro.

Quer deixar um comentário, preencha o formulário abaixo!

Please enter your comment!
Digite seu nome aqui